A nova picape elétrica da Fisker é uma das rivais mais legais do Cybertruck e do F-150 Lightning até agora

A nova picape elétrica da Fisker é uma rival legal do Cybertruck e do F-150 Lightning.

  • A startup de veículos elétricos (EV) dos EUA, Fisker, revelou uma picape elétrica para competir com a Tesla Cybertruck e a Rivian R1T.
  • A Fisker diz que a Alaska começará em US$37.900 após incentivos e estará à venda no início de 2025.
  • Ela oferece uma caçamba engenhosa que se estende de 4,5 pés a 9,2 pés.

A startup de veículos elétricos Fisker quer conquistar uma parte do mercado de picapes dos Estados Unidos, que é dominado por gigantes como Ford e GM.

A empresa apresentou na quinta-feira os planos para a próxima leva de produtos, incluindo uma picape muito legal chamada Alaska. A Fisker não mencionou muitos detalhes, mas agora sabemos algumas coisas sobre a picape em desenvolvimento.

“Acho muito importante para nós dizer que queremos criar veículos únicos”, disse o CEO e designer da empresa, Henrik Fisker, durante o evento.

A picape elétrica Fisker Alaska.
Fisker

A Fisker diz que ela começará em US$45.400, ou US$37.900 após um crédito fiscal federal de US$7.500. Isso deve torná-la uma das picapes elétricas mais acessíveis nos EUA quando for lançada no início de 2025.

A F-150 Lightning (uma picape maior, mas ainda assim) deveria começar em pouco menos de US$40.000, mas os custos de materiais em alta aumentaram o preço do modelo de entrada para US$51.990. A Rivian R1T, uma opção maior e mais premium do que a Alaska, custa a partir de US$73.000.

A picape elétrica Fisker Alaska.
Fisker

Isso faz com que a Alaska seja uma opção muito atraente, se a Fisker conseguir manter o preço onde está. Além disso, atualmente não há nada parecido com ela. Todas as picapes elétricas disponíveis atualmente – a Lightning, GMC Hummer EV e R1T – são bastante grandes. A futura Tesla Cybertruck também parece ser bem grande.

A Fisker revelou três modelos elétricos novos e uma nova versão de seu SUV Ocean durante um evento na Califórnia.
Fisker

A Fisker diz que a Alaska se encaixará em algum lugar entre as categorias compacta e média. Então pense em algo maior do que um Ford Maverick e menor do que um Toyota Tacoma. Ela pode atrair compradores que desejam uma picape elétrica para tarefas casuais, mas não precisam de algo enorme.

A picape elétrica Fisker Alaska.
Fisker

No evento de apresentação de produtos de quinta-feira, o CEO da Fisker disse que a empresa não queria competir com picapes de tamanho grande e que queria construir uma picape que funcionasse bem como veículo para uso diário.

No entanto, ele queria que a Alaska oferecesse utilidade de picape quando as pessoas precisassem. Graças a uma parede retrátil entre a cabine e a caçamba, a caçamba de 4,5 pés da Alaska pode acomodar itens de até 9,2 pés – se você dobrar os bancos traseiros e abaixar a tampa traseira. Espere pagar mais por isso.

Os próximos modelos Chevrolet Silverado EV e GMC Sierra EV também oferecem essa característica.

Quanto à autonomia, a Fisker diz que está mirando em uma faixa de 230 a 340 milhas.

A picape elétrica Fisker Alaska.
Fisker

A Fisker apresentou outros dois veículos novos para complementar seu SUV Ocean, que acabou de ser lançado. O Ronin é um carro esportivo de alta qualidade com teto conversível e uma autonomia almejada de 600 milhas. O PEAR é um SUV compacto com capacidade para até seis pessoas e com preço inicial almejado abaixo de US$30.000.

As ambiciosas apresentações de produtos ocorrem enquanto a Fisker enfrenta dificuldades para acelerar a produção de seu SUV Ocean de estreia. Na sexta-feira, a startup informou que produziu menos Oceans do que o esperado no segundo trimestre e reduziu suas metas de produção para o ano inteiro. O preço das ações da Fisker caiu aproximadamente 6% com essa notícia.