AB InBev entrega resultados mistos no segundo trimestre enquanto a controvérsia em torno da Bud Light continua.

AB InBev tem resultados mistos no 2º trimestre devido à controvérsia da Bud Light.

Anheuser-Busch InBev (AB InBev) superou as expectativas de lucro líquido para o segundo trimestre, mas ficou abaixo na receita, pois o boicote à sua maior marca, Bud Light, continuou a impactar os volumes.

A maior cervejaria do mundo e proprietária de marcas como Bud Light, Budweiser, Michelob ULTRA e Stella Artios, relatou um aumento de 7,2% na receita do segundo trimestre, para US$ 15,12 bilhões, e uma queda de 1,1% no lucro líquido, para US$ 1,45 bilhão, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Nos Estados Unidos, as receitas caíram 10,5% devido ao boicote à Bud Light, que começou após uma reação negativa a uma campanha de marketing com Dylan Mulvaney, que é transgênero e se tornou famoso no TikTok. A situação piorou quando Alissa Gordon Heinerscheid, vice-presidente de marketing da Bud Light, disse em uma entrevista que a marca estava mudando seu foco de suas raízes “fraternas” para promover a inclusão.

Em maio, o CEO da AB InBev, Michel Doukeris, abordou a questão na teleconferência de resultados do primeiro trimestre da empresa, afirmando que a situação “foi resultado de um movimento. Não foi feito para produção ou vendas ao público em geral. Foi um post, não uma campanha ou anúncio formal”.

Ativamente engajado com os consumidores

Na teleconferência de resultados da AB InBev em 3 de agosto, Doukeris afirmou que a empresa tem se envolvido ativamente com os consumidores desde abril, o que resultou em algumas percepções. “Primeiro, a maioria dos consumidores pesquisados tem uma opinião favorável em relação à marca Bud Light, e aproximadamente 80% têm uma opinião favorável ou neutra”, disse ele.

O feedback dos consumidores mostra três coisas em comum, disse Doukeris. “Primeiro, eles querem desfrutar de sua cerveja sem debate. Segundo, eles querem que a Bud Light se concentre em cerveja. Terceiro, eles querem que a Bud Light se concentre nas plataformas que todos os consumidores amam, como a NFL, Folds of Honor e música”, afirmou.

Em seu último relatório de resultados, a AB InBev disse que a indústria de cerveja continuou a mostrar resiliência no segundo trimestre. Citou estatísticas da empresa de pesquisa de mercado Circana, que mostraram crescimento de 2,3% na receita e queda de 2,5% nos volumes. A cervejaria disse que sua participação total na indústria de cerveja diminuiu neste trimestre, mas permaneceu estável desde a última semana de abril até o final de junho.

  • Carta do Editor Digital Sênior: Celebrando o Orgulho
  • Depois do Melhor Início em 26 Anos, O Que Vem a Seguir para as Ações?
  • Melhores Ações para o Aumento das Taxas de Juros