Bilionário Kretinsky em negociações para comprar unidade da Atos em acordo de $2,2 bilhões

Bilionário Kretinsky em negociações para comprar unidade da Atos por $2,2 bilhões.

PARIS, 1 de agosto (ANBLE) – O bilionário tcheco Daniel Kretinsky está em negociações para comprar as operações legadas deficitárias da Atos em um negócio de 2 bilhões de euros ($2,20 bilhões) que irá refocar a empresa francesa em dificuldades em seus ativos de cibersegurança e computação em nuvem, além de reduzir sua dívida.

Kretinsky, que fez sua ANBLE no setor de energia, está expandindo seu vasto império na Europa e tem estado em uma onda de compras na França, de olho em ativos que vão desde a varejista francesa Casino até o grupo editorial Editis da Vivendi.

A venda do negócio de Fundações Tecnológicas, que oferece serviços de gerenciamento de infraestrutura, encerraria o plano inicial de reestruturação da Atos de dividir o grupo em duas entidades listadas.

Após a venda para o veículo de investimento EPEI de Kretinsky, o negócio de Fundações Tecnológicas usará a marca Atos, enquanto a entidade listada atual agrupará os ativos que o Estado francês considera estratégicos, como a unidade de cibersegurança BDS e supercomputadores, sob o nome Eviden.

A Atos também informou na terça-feira que planeja uma oferta de ações de 900 milhões de euros para fortalecer ainda mais seu balanço.

A empresa disse que 180 milhões de euros das ações na oferta de capital serão reservados para a EPEI, dando-lhe uma participação de 7,5% na Eviden.

A venda dos 720 milhões de euros restantes de novas ações será garantida pelo BNP Paribas e JP Morgan, disse a empresa.

A Atos disse que pretende reduzir sua relação dívida líquida/Ebitda pela metade até o final de 2025, para duas vezes seu lucro operacional principal.

A venda esperada trará 100 milhões de euros em dinheiro e reduzirá 1,9 bilhão de euros em passivos do balanço da empresa de tecnologia, disse a Atos.

A venda dá um valor empresarial de 2 bilhões de euros à divisão vendida, que gerou 4,5 bilhões de euros de receita principal no ano passado e emprega 52.000 pessoas.

As ações da Atos subiram 8% às 09h10 GMT. O valor de suas ações caiu nos últimos anos, de quase 100 euros no final de 2017 para cerca de 10 euros na terça-feira.

A empresa havia anunciado uma divisão de 1,6 bilhão de euros em junho do ano passado para recuperar a confiança dos investidores após vários contratempos graves e instabilidade na governança.

A Atos também anunciou a saída da diretora financeira Nathalie Senechault, que ocupava o cargo há um ano. O novo diretor financeiro Paul Saleh, apenas alguns dias no cargo, estava na conferência com analistas na manhã de terça-feira.

($1 = 0,9095 euros)