Cineworld emerge da falência do Capítulo 11

Cineworld emerges from Chapter 11 bankruptcy

1 de agosto (ANBLE) – A Cineworld Group (CINE.L) anunciou que emergiu da falência do Capítulo 11 após quase 11 meses, saindo com dívidas menores e uma nova equipe de gestão e conselho.

A segunda maior operadora de cadeias de cinema do mundo, atrás da AMC Entertainment (AMC.N), anunciou a nomeação da ex-presidente e CEO da Warner Bros, Ann Sarnoff, para seu conselho, juntamente com outros quatro membros para se juntarem ao novo presidente Eric Foss e ao CEO Eduardo Acuna.

A operadora de cadeias de cinema e proprietária de marcas como Regal, Cinema City, Picturehouse e Planet entrou com pedido de falência nos Estados Unidos no início de setembro para reestruturar sua enorme dívida.

A “Nova Cineworld” consertou seu balanço patrimonial após reduzir a dívida em US$ 4,53 bilhões, levantar cerca de US$ 800 milhões em novo capital próprio e garantir novo financiamento de dívida de cerca de US$ 1,71 bilhão, informou a empresa.

“Estamos entusiasmados e energizados pelo futuro brilhante que temos pela frente e esperamos oferecer uma ótima experiência aos nossos valiosos clientes, repleta de entretenimento de alta qualidade e diversão”, disse Foss em comunicado.