Inadimplências corporativas disparam, maior número mensal de agosto desde 2009 – S&P

Corporate defaults surge, highest monthly number since August 2009 - S&P

LONDRES, 13 de setembro (ANBLE) – O número de novos calotes corporativos em todo o mundo atingiu 16 em agosto, o maior número mensal de agosto desde 2009, informou a S&P em um relatório divulgado na quarta-feira, o mais recente sinal de que o estresse corporativo está aumentando.

Embora os calotes tendam a diminuir durante o verão, o número do mês passado ficou bem acima da média de 8,6 para agosto observada nos anos anteriores.

Isso elevou o total global de calotes corporativos para 107, sendo a maioria dos calotes provenientes da Europa e dos Estados Unidos.

A agência de classificação espera que as taxas de calote continuem aumentando à medida que as altas agressivas das taxas de juros prejudicam as empresas diante do aumento no custo de financiamento e dos vencimentos iminentes da dívida.

Espera-se que as taxas de calote atinjam 4,5% nos Estados Unidos até junho de 2024, em comparação com 3,5% em julho de 2023, e aumentem para 3,75% na Europa até junho de 2024, em comparação com 3,1% em julho de 2023, acrescentou o relatório.

Em termos de setor, mídia e entretenimento representaram um terço dos calotes nos Estados Unidos e 25% dos calotes totais em agosto, enquanto o setor de produtos de consumo foi o mais atingido na Europa, observou a S&P.

Os calotes nos mercados emergentes continuaram a ficar para trás, mas os emissores baseados na América Latina estão vendo um aumento, representando 13 dos 14 calotes em todos os mercados emergentes até agora este ano.