Donald Trump pode ter atacado o alicerce da democracia americana – mas ele é tão ‘exaustivo’ que ninguém se importa

Donald Trump atacou a democracia americana, mas sua exaustão fez com que ninguém se importasse.

  • Os cientistas políticos estão dizendo que o público está cansado de ouvir falar de Donald Trump.
  • Após anos ouvindo falar das transgressões de Trump, menos atenção está sendo dada às suas acusações.
  • A falta de atenção não é única, mas é alarmante dada a natureza das acusações, dizem os especialistas.

Depois que Donald Trump foi acusado pela terceira vez nesta semana, o comportamento do ex-presidente parece ter recebido menos atenção do que o habitual, apesar de suas implicações radicalmente alarmantes – e os especialistas políticos acreditam que a causa poderia ser a “fadiga do Trump”. 

Jared Carter, professor de direito da Vermont Law and Graduate School, disse ao Insider que as pessoas estão cansadas de ouvir sobre as ações de Trump há vários anos.

“Uma parte da razão pela qual Trump perdeu as eleições de 2020 é que as pessoas estavam cansadas disso”, disse Carter, referindo-se aos contínuos escândalos de Trump. “É exaustivo para jornalistas e para o público ter constantemente esse cara vivendo em suas mentes.”

Carter continuou, chamando a falta de interesse pelas recentes acusações contra Trump de parte de uma “psicose” mais ampla que os americanos sentem em relação ao seu comportamento geral.

“É exaustivo e as pessoas não querem mais pensar nisso”, disse Carter. 

Ryan Enos, professor de governo e diretor do Center for American Political Studies da Universidade de Harvard, disse ao Insider que a falta de atenção à política não é algo novo, especialmente dadas as tensões diárias da vida americana. 

No entanto, Enos disse que a falta de atenção é alarmante dada a natureza sem precedentes dos supostos crimes de Trump. 

“O fato de a maioria das pessoas não prestar atenção à política certamente não é exclusivo de Trump”, disse Enos. “A ideia de que pode haver cinismo suficiente em relação à política agora, que aumentou nas últimas décadas, faz com que as pessoas não reajam da mesma maneira a uma controvérsia, também não é exclusivo de Trump. O que talvez seja único em Trump é que ele exibiu níveis tão altos de corrupção.” 

Enos continuou, dizendo que as pessoas mostraram um cinismo semelhante quando o ex-presidente Bill Clinton estava no cargo, quando ele estava sob investigação dos republicanos por seu caso e atividades sexuais com a então estagiária da Casa Branca, Monica Lewinsky. 

Enos disse que as ações de Trump devem ser especialmente alarmantes e problemáticas para os americanos por causa de seus esforços para atacar uma parte fundamental da democracia americana. 

“Não é algo que as pessoas acreditam ter visto antes. Este é alguém que tentou tomar a presidência dos Estados Unidos, apesar de ter perdido”, disse Enos. “Isso é algo que, se acontecer, mina todo o funcionamento de nossa democracia. Seria a maior ameaça à nossa democracia que já enfrentamos.” 

A campanha de Trump não respondeu a um pedido de comentário enviado fora do horário de trabalho regular.